10 de fevereiro de 2011

Show do Avenged + TheRevDay

Eis que eu estava aqui, ainda comemorando o TheRevDay (mesmo sendo 1h28 do dia 10), quando ao passear pelo Tumblr encontro isso. Obvio que na hora eu fiquei tipo: "como assim show do Avenged e eu não tou sabendo de nada?". No final, acabei mudando de foco meu post dessa madrugada (que seria sobre o aniversário do Rev. Me perdoa Jimmy!).
Como sou uma quase jornalista muito bem informada (não!) nem sabia ainda dos shows do Avenged Sevenfold confirmados para abril por aqui. Isso que lá pelas 19h, indo pra faculdade, combinei com meu namorado de ir ao Rock in Rio no dia do Metallica. Estava mega empolgada, cheguei na Uniso contando que minha ilustre presença estava confirmadíssima no Rock in Rio e tal. Não que eu não vá mais, porque vou correr atrás de dinheiro (e de não gasta-lo, óbvio) para ir aos dois lugares, mas se tiver que escolher entre Avenged e Metallica (respeito demais a banda, MAS NÃO OUÇO), não há dúvidas de que escolho a primeira opção, sem nem pensar. É triste lembrar que infelizmente não posso sair por aí gritando "quem quer dinheiro?" e distribuindo notinhas de cem em formato de aviãozinho. Mas tá, né.
O fato é que depois de ler mais informações sobre os shows (02/04 no Rio Janeiro, 03/04 em São Paulo, 06/04 em Curitiba e 07/04 em Porto Alegre), voltei, na minha imaginação, a 11 de outubro do ano passado. Lembrei da minha emoção, da minha vibração, do meu quase-choro (não saio por aí chorando por causa de artista, acho uó u_u), da minha voz mal saindo de tanto que eu tava desacreditando, do melhor show do dia no SWU (que aliás, foi o que me levou até o evento). Me lembro das imagens do Synyster tocando - e tão real - alí na minha frente e do Johnny com aquele moicano imenso pulando no palco. Ah, vou parar por aqui, me sinto uma daquelas fãzinhas toscas quando falo do Avenged, mew. HAHAHA. Juro que não tenho uma pasta com recorte de revistas deles (quer "coisa de fã" mais escrota que essa?)
Parando um pouco de babar o ovo dos outros quatro, vou lembrar agora um pouquinho só do Rev, que super merece. Quando ele faleceu eu estava na praia, desligada do mundo. Só fiquei sabendo alguns dias depois e pra mim foi um choque e tanto, afinal, eu tinha ouvido Avenged durante a viagem toda. A ficha demorou pra cair. Hoje aceito que ele faleceu, mas ainda não parece que ele não vai estar lá, nos palcos.
Sempre me culpo por não ter ido no show de 2008 deles aqui no Brasil, porque perdi a oportunidade de ver um dos melhores bateristas que o mundo já conheceu. Aliás, tão bom quanto ele é realmente difícil de encontrar. Mas dia 09, quando ele completaria 30 anos, foi um dia de comemoração. Porque afinal, o cara era isso, não era? A alegria em pessoa.

Retomando um pouco o assunto do show, vou poder ver Arin Ilejay tocando dessa vez. Na vez passada foi o Mike Portnoy quem fez a turnê com o Avenged. De uma forma ou de outra, foi o próprio Jimmy que escolheu seus "substitutos" (não que ele seja substituível, longe disso). Não poderiam ser pessoas abaixo do talento do Ilejay e do Portnoy, porque The Rev era O CARA na bateria.

Escrevi demais, estourei os limites que costumo dar aos meus posts, mas foi por uma boa causa, hahaha.
Enfim, que venha Nightmare After Christmas! (e meu segundo show do A7x num intervalo de 6 meses! \o/)

Mais infos sobre os shows do Avenged aqui.

Ps: eu ia colocar um pedaço da tradução de So Far Away aqui, mas decidi deixar minha homenagem ao Rev só por lá, no meu Tumbrl: clica!
Ps2: um ótimo post sobre TheRevDay
aqui, com uns vídeos relembrando o Jimmy.

FoREVer

Nenhum comentário: